Desconstruindo Nietzsche

Baseado em 1 avaliações
  • 57 Alunos matriculados
  • 30 Horas de duração
  • 18 Aulas
  • 4 Módulos
  • 6 meses de suporte
  • Certificado de conclusão
Parcele em 3x R$ 34,69 (ou R$ 99,00 à vista) OU
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"Gostei demais do curso. Uma perspectiva diferenciada, mas nem por isso menos séria. Sempre tive um certo receio de encarar as obras principais de Nietzsche, mas com as aulas consegui ler Além do Bem e do Mal. Muito agradecido."
Bruno
mais avaliações

Nietzsche é o filósofo mais lido, mais polêmico e mais mal entendido durante os últimos 100 anos. É mais do que necessário fazer uma análise sobre o seu pensamento como ponto de inflexão na entrada da pós-modernidade. Trata-se aqui de uma tentativa de “desconstruir” e “reconstruir” alguns aspectos da análise filosófica encontrada na obra de Nietzsche.

No entanto, alguns sequer o consideram filósofo. De fato, quando ele diz que: “tem-se de contar a maior parte do pensamento consciente como função do instinto. Muito menos se deve supor a consciência como algo de essencialmente oposto ao instinto, _ a maior parte do pensamento consciente de um filósofo é secretamente conduzida pelo instinto, e por ele colocado em um determinado caminho”, Nietzsche relativiza a filosofia e depois a própria ciência. Ou seja, como se pode filosofar sem razão?

No campo da moral, Nietzsche é um crítico mordaz dos valores cristãos. Mas como pode contrapor valores – os gregos, os antigos, os do superhomem – aos detestados valores cristãos, sem cair também no dogmatismo?

Adorado e detestado, Nietzsche precisa ser relido, discutido, revisitado, para nos dizermos se queremos ou não de fato a sua imensa influência no mundo das ideias contemporâneas!

Professor Convidado: Humberto Schubert Coelho (Pós-doutorado interdisciplinar em teologia e ciência da religião. Professor no Departamento de Filosofia na Universidade Federal de Juiz de Fora.)

6 meses Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 6 meses após a matrícula.

Por se tratar de uma Universidade Livre, nossos cursos são abertos a todos os públicos. Mesmo que você ainda não tenha iniciado ou terminado a graduação, você pode se matricular e acompanhar todo os cursos da Universidade Livre Pampédia, que trabalham sempre a interdisciplinariedade e a abrangência de temas.

Dora Incontri e Alessandro Bigheto
"Dora é coordenadora geral e Alessandro é docente da Universidade Livre Pampédia."


Dora Incontri é jornalista, mestre, doutora, pós-doutora em Educação em Filosofia pela USP. Autora de mais de 40 livros.

Alessandro Cesar Bigheto é pedagogo, filósofo, mestre em Educação pela Unicamp. Autor de obras didáticas e infanto-juvenis.


Nenhuma descrição cadastrada.

Conteúdo Programático

  • 1. Problematizações e leituras de Nietzche
  • 2. Quem era Nietzsche? Contexto histórico e traços biográficos (Humberto Schubert Coelho)
  • 3. Nietzsche e outros ateísmos (As vozes que negam Deus) Alessandro Bigheto e Dora Incontri
  • 4. A Besta-fera, o sofista e o esteta: “a arte a serviço da ilusão” do livro Por que não somos nietzschianos? (André Comte-Sponville)
  • 5. Dias de Nietzsche em Turim (filme de Julio Bressane)
  • 1. Conhecimento e relativismo (Dora Incontri e Alessandro Cesar Bigheto)
  • 2. Origem e problemas do relativismo (Humberto Schubert Coelho)
  • 3. Temos certeza do que sabemos? Alessandro Bigheto e Dora Incontri (Contexto para a discussão)
  • 4. Gaia Ciência (F. Nietzche)
  • 5. Dançar no dorso das ondas: Nietzsche e a arte de viver (Tony Hara)
  • 1. Cálicles e Nietzsche – a moral grega revivida (Dora Incontri)
  • 2. Moral grega e moral cristã (Alessandro Cesar Bogheto)
  • 3. Calicles contra Sócrates (Górgias de Platão)
  • 4. Além do bem e do Mal (F. Nietzsche)
  • 5. Genealogia da moral; filosofia ou literatura? (Humberto Schubert Coelho)
  • 6. A inversão de Valores em Nietzsche (Alessandro Bigheto e Dora Incontri)
  • 7. Conclusão: o que podemos reter de Nietzsche
  • 1. Reflexão final
Voltar ao topo